origem
Terça-feira, 10 de Agosto de 2010

Capítulo Oito

Olá mais um novo capíulo...

A grande conversa...

Está muito engraçada ... espero que gostem :)

 

 

Pouco tempo demorei a tomar o meu banho, estava demasiado ansiosa para demorar muito tempo. Qual será a reacção da minha família? Será que vão ficar felizes por mim ou será que me vão proibir de ver o Jake?

O último pensamento fez-me estremecer de baixo a cima. Seria impossível viver sei o meu sol. A lua perde o seu brilho encantador se o sol desaparecer. Nunca irei deixar isso acontecer, lutarei contra a minha própria família se for preciso. Pensando bem , tenho a certeza que todos irão aceitar de bom agrado a minha relação com o Jake. Só tenho algumas dúvidas em relação á opinião da minha tia Rose e do meu pai. Mas eles um dia terão que aceitar.

Perdida no meus pensamentos nem dei pelo tempo passar. Só dei conta que estava a demorar quando senti um cheiro conhecido. Um cheiro  de madeira, misturado com a fragância das flores silvestres. Não percebo porque é que a minha família não aprecia o odor do Jake. Ele para mim cheira tão bem .Basta o odor dele para me descontrolar o batimento cardíaco e a minha respiração .

–                 Nessie- chamou de forma tão carinhosa, que quase me derreti como um chocolate.

Olhei-o por cima dos meus ombros e sorri. Quando me dirigia para a porta, lembrei-me que faltava uma pequena coisa para estar perfeita. O meu perfume de fragrância de rosas. Muito suave mas  mesmo tempo sedutor. Agora sim estava totalmente pronta.

Entrelacei os meus pequenos dedos nos do Jake e encaminhei-o para as escadas. Quando ia a descer, Jacob puxou-me e deu-me um beijo. Um beijo um pouco diferente- todos eles eram diferentes- mas este tinha algo especial .Um turbilhão de pensamentos atacaram o meu inocente cérebro. Toquei na bochecha corada dele e mostrei-lhe as imagens que me tinham passado pela cabeça. Vi o seu queixo a descer á medida que expunha as imagens. O que será que ele está a pensar?

–                 Estou a pensar que tu és uma grande maluca.- disse rapidamente. Raios esqueci-me de retirar a mão. Mandei-lhe um sorriso inocente.

–                 Vamos mas é para baixo, antes que eu ceda aos teus pensamentos. - não pude de desgostar da ideia. Sorri perversamente. Agarrei-lhe na mão e descemos as escadas às gargalhadas.

Quando chegamos à sala estava quase toda a minha família lá. Faltava os meus pais. Fiquei mais aliviada ao perceber que estavam todos muito descontraídos. Será que eles não ouviram nada? Impossível.

–                 Bom-dia família- disse alegremente. Todos sorriram, menos a tia Rose. Pronto vai começar o inferno.

–                 Bom-dia querida- disse o meu avô.Olhando de seguida para a Esme que estava sentada ao seu lado.

–                 Vocês já...já..já devem saber - gaguejei- do que se trata a reunião.

–                 Claro que sabemos - disse rapidamente Emmet- Vocês hoje também só estavam a conversar?- disse sarcasticamente. Odeio este rapaz. Só ele consegue despertar o lado mais nervoso que tenho em mim.

–                 Sim, só estavamos a conversar  – disse inocentemente.

 Sorrimos e sentamo-nos no sofá branco de dois lugares, perto do sofá onde estavam sentados Emmet e Rosalie.

Encostei a minha cabeça ao ombro de Jake. Não iria falar enquanto os meus pais não chegassem.

–                 Então Nessie? - falou o meu tio Jasper. Também ele. Agora todos viraram para palhaços para fazerem piadas da minha vida pessoal, quer dizer quase pessoal.

–                 Sabes Jazz, a Nessie já falou muito com o Jake no quarto-disse ás gargalhadas. Todos se juntaram á festa de “Gozar cm a Renesmee” .

–                 Vá lá Em... não sejas tão mauzinho- disse Jasper. Finalmente alguém me iria salvar- … deixa-os aproveitar, afinal o Edward só está fora aos fins-de-semana.

Eu não acredito no que acabei de ouvir. Até o tio Jasper.

Quando olhei para a porta de vidro, estavam a entrar os meus pais. Seria agora, toda a gente sabia menos eles. Renesmee Carlie Cullen sê forte.

–                 Bom-dia querida- disse o meu pai, ao mesmo tempo que me dava um beijo na testa.

–                 Bom-dia pai, mãe- disse mandando um beijo invisível á minha mãe.

–                 O que é que se passa? E qual é problema de eu passar os fins-de-semana fora?

–                 Ah pai... não ligues são brincadeiras do tio Jasper- disse olhando para Jasper mortalmente.Em resposta ouvi um gargalhada de Emmet e de Jasper.

–                 Edward, meu filho- chamou Esme com a sua voz delicada- A Nessie tem uma notícia para nos dar.

–                 Pois eu já estou a ver. Renesmee é verdade?- perguntou um meu pai perplexo a olhar para mim.

–                 É pai. Eu e o Jacob namoramos.

–                 Á quanto tempo?- perguntou a minha mãe.

–                 Desde que começamos a esconder os nossos pensamentos de Edward- desta vez quem repondeu foi o meu Jake.Não estou a perceber a reacção do meu pai. Ele já deveria estar em cima  de Jacob e tentar matá-lo.

–                 Vontade não me falta -  disse Edward.

–                 Pai tens que compreender que eu já não sou nenhuma menina, eu sou uma mulher. Eu sei que continuas pensar que sou a tua bebé e sempre serei.Mas de forma mais adulta. - meu pai respirou fundo , olhou para o chão e de repente levantou a cabeça. Já vinha coisa. Eu bem me parecia, para ele aceitar facilmente tinham que vir condições.

–                 Pois vem condições vem. Para eu vos autorizar a namorar tenho duas condições. - olhei para Jacob que estava atrás de mim. Ele assentiu com a cabeça.

–                 Quais são as condições?

–                 Renesmee Carlie Cullen, a primeira condição é o Jacob pedir-te em namoro de forma apropriada à frente da familia inteira e a segunda é que é a mais importante de todas. Não  há relações intimas para ninguém, em termos quantitativos, antes de completares nove anos.

–                 Como? - questionei rapidamente abismada.

–                 Sim Nessie, se queres realmente a minha autorização...não te podes envolver com o Jake- resfolegou- ...pronto tu sabes.

–                 Eu não acredito no que realmente estou a ouvir. - vi Jake a suspirar de alivio. Como é que ele pode estar aliviado depois da segunda condição. Eu sonhava com aquele momento várias vezes. Só de me lembrar o que quase estava acontecer esta manhã formava-se um calor que ocupava o meu interior inteiro.

–                 Renesmee Carlie Cullen – disse o meu pai furioso. Boa ele ouviu -  o que vem a ser isso?

–                 O que foi já não posso, namorar com o Jake? Também é proibido beija-lo? - perguntei já um pouco exaltada. Jake tocou-me no braço carinhosamente e logo uma onda de calma passou pela minha mente.

–                 Não desse jeito. Tu estavas quase a retirar a camisola ao Jacob- o meu pai disse isto ao mesmo tempo que dirigia um olhar de fúria para o meu namorado.

–                 Eu estou a adorar isto. Então a conversar? - disse Emmet.- Rose vamos conversar à maneira do Jacob e da Nessie.Parece ser divertido.

–                 EMMET- gritamos todos.

 Não tenho outra saída. Tenho que aceitar as condições dele.Não são muito justas, porque ele não tem nada a ver com a minha vida intima. Além de lhe dever respeito, mas isto já está a ser exagerado. Mas se quero estar com o Jake vou ter que aceitar.

–                 Está bem pai. Ganhaste. - ele lançou-me um sorriso vitorioso.  Mas posso pedir uma coisa?

–                 O que quiseres.

–                 O Jacob pode me pedir em namoro, formalmente logo à noite, na clareira com a família e o bando de La Puhs presentes.  Eles também tem o direito de presenciar um momento importante como este.

Vi Alice a sorrir. Vamos ter festa, pela sua cara.

–                 Concordo. 

Sorri e logo de seguida sai da sala com o Jake. Corremos para a floresta de mãos dadas.

Parámos junto ao sítio onde tínhamos declarado o nosso amor um ao outro. Aquele lugar ficará marcado para sempre, é o nosso lugar “secreto”.

Jake parou e sentou-se na pedra em forma de cadeira, logo de seguida sentei-me nas suas pernas. Devagar ele encostou os seus lábios quentes aos meus mortos de desejo.

–                 Jake! Estás preparado para logo?- perguntei de forma sarcástica.

–                 Preparadíssimo. Ansioso até.

–                 Não tens que te preocupar muito. Afinal ficaremos sempre juntos haja o que houver.

estou : inteiramente feliz ;)
ouvi: Simple Plan- No love
escrito: Drica às 16:30
link do post | diz lá...o que pensas | favorito
7 comentários:
De jessica a 15 de Agosto de 2010 às 23:49
ola fofinha ta espectacular como sempre
a parte do emmet e do jasper ta muito fixe
alias ta tudo espectacular
bjs fofs



De Mariana a 11 de Agosto de 2010 às 15:58
novidades em http://summer_fun.blogs.sapo.pt/
beijinhos


De ana-sininho a 11 de Agosto de 2010 às 00:27
olá, sou nova leitora,
nossa! ta lindo! amei!!!!!!!!!!
e tao romantico! adorei a parte que eles dois
ficam aos beijos.................
quero ler mais!!!!!!!!!!!!!!
beijos


De Ana a 10 de Agosto de 2010 às 21:19
Olá!!!!!!! :D

Bem, este capítulo foi simplesmente demais!
OMT, o que é isto "Não há relações intimas para ninguém, em termos quantitativos, antes de completares nove anos."? Ahah!! xD Demais! Coitada da rapariga. Deve ser tão constrangedor pensar ou estar a fazer isso com o pai a ouvir tudo, e ainda por cima a impor-lhe condições. Ahah!!

Também gostei do comentário do Emmet! Ele é demais!!

(Também adorei esta fic. PARABÉNS)

Ana


De Mariana a 10 de Agosto de 2010 às 20:39
Resultados 4ºEtapa, 5ºEtapa e Tabela de pontuações já postada.
http://summer_fun.blogs.sapo.pt/
Beijinhos


De Cate J. a 10 de Agosto de 2010 às 19:42
Espero que o teu computador fique bom depressa. :)

Gostei bué deste capitulo. A parte do Emmet a pedir para ir "conversar" com Rose ahah

Sim sei que é muito bom ter pessoas novas no blog.

Vou agora ler a outra : D

Beijinhos


De Mónica a 10 de Agosto de 2010 às 18:39
Como ja te disse está muito bem escrito(como sempre),apesar de saber o que bem a seguir estou na mesma muito ansiosa.
Adoro-te, bjs.


Comentar post

.quem sou?

.pesquisa...

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.já escrevi

. Informações

. Capítulo Trinta e Oito

. Capítulo trinta e sete

. Capítulo trinta e seis

. Capítulo Trinta e Cinco

. Capítulo Trinta e Quatro

. Capítulo Trinta e Três

. Capítulo Trinta e Dois

. Primeiro Ano!

. Novo Visual

. Capítulo Trinta e Um

. Capítulo Trinta (parte 2)

. Capítulo Trinta (parte I)

. Capítulo Vinte e Nove

. Informações

.arquivos

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010