origem
Quinta-feira, 16 de Setembro de 2010

Capítulo Dezassete

Olá...

Amanhã começam as minhas aulas :( ... e como prometido postei antes de estas começarem.

Este capítulo é algumas horas depois da noite de amor de Jake e Nessie.

Se existem pessoas um quanto sensíveis... :/

Mas espero que gostem...porque é mais um momento romântico deste nosso casal...

Beijos

 

 
 
 
Está aqui representada a plaquinha do comentário número 200, que foi feito pela CCullen.
Este capítulo também é dedicado á CCullen.
Uma leitora muito querida, e que tem duas fanfics que fazem nascer lágrimas nos olhos de tão bem escritas que estão.
Beijos minha querida .
 

 

 

 

 

Senti uma brisa a passar sorrateiramente pelos meus ombros nus.Sentia umas mãos grandes e quentes na minha cintura, também sem roupa alguma. Podia ouvir uma respiração um quanto pesada , nas minhas costas despidas.

Afinal tudo o que se passou ontem não foi um sonho.É realidade. Pelos menos os factos estão apresentados aqui á minha frente. Eu estou completamente despida, e o rapaz que se situa atrás de mim, também se nota que não transporta roupa alguma.Sorri.

Virei-me na cama, de forma a não acordar Jake.Ele era lindo de qualquer forma, mas a dormir ultrapassava tudo. O seu abdómen movia-se ao ritmo da sua respiração, as veias pulsavam no seu pescoço,sincronizadas com o seu batimento cardíaco. Batimentos esses que me faziam acreditar que ele é real, e que está de facto ao meu lado. Passei lentamente os meus dedos pelos seus cabelos, humedecidos do suor que ele emanara do seu corpo, algumas horas atrás.Ele moveu-se um pouco e logo de seguida as suas pálpebras, que pareciam ter centenas de quilos, abriram.Logo um sorriso de orelha a orelha formou-se no seu rosto. As suas mãos ,que anteriormente estavam na minha cintura, subiram para perto do meu peito, simplesmente coberto com o lençol.Foi então que uma voz rouca, rompeu o silêncio que se formara naquele quarto.

  • Olá meu amor- sussurrou Jake encostado ao meu ouvido, dando-me de seguida uma leve mordida no lóbulo da orelha.

  • Jake...- murmurei, juntamente com um gemido.

    O meu corpo, insatisfeito com a posição em que se encontrava, passou para cima do quadril nu, de Jake. Com um movimento um quanto sensual, fiz com que ele murmurasse algumas palavras, que mesmo com audição de vampira não consegui perceber. Um sorriso provocador, formou-se nos meus lábios, que pediam urgentemente pelos seus. Sem perder tempo, beijei-o

    Uma mistura de sabores formou-se no interior da boca de cada um de nós. As nossas línguas, até agora perdidas, encontraram-se para um dança coreografada, em que o coreógrafo eram os lábios. Eram eles que comandavam a festa, que se formava a cada segundo que passava.Lábios que formavam uma melodia, semelhante a estalidos, quando eles se encontravam com o parceiro.

    Voltas e mais voltas foram dadas em cima da cama. O único local que sabe o que se passou, debaixo dos lençóis, agora manchados de sangue. Sangue que perdi, ao entregar-me completamente ao homem que mais amo neste mundo.

    Levantei-me a muito custo e vesti o meu roupão. Olhei para o relógio ao lado do Jake, e infelizmente o meu mundo encantado estava a acabar. Daqui a uma hora a minha família chegaria de caçar e juntos a eles os meus pais.

  • Jake...- chamei- Acho melhor ires embora. Não quero, por agora, que os meus pais …

  • Eu percebo Nessie. - interrompeu. Levantou-se da cama, agarrou os calções , se eu pudesse chamar aquilo de calções.

  • Acho melhor nem me vestir, afinal, isto nem calções são.

    Sorri envergonhada.

  • Não tenho culpa, que me deixes nesse estado. -disse com sarcasmo.

  • Em que estado?- provocou, encostando o seu peito nu ao meu, que simplesmente estava coberto com uma pequena camada de seda.

  • Num estado, em que me fazes rasgar as tuas roupas. Num estado em que fico a tremer por todo o lado. Num estado em que o meu coração, quase sai do meu peito. Num estado em que os meus pulmões não conseguem trabalhar tão rápido para me dar oxigénio o suficiente para me manter viva. Deixas-me completamente fora de mim.

  • E isso é mau? - perguntou, juntamente com um beijo.

  • Não...claro que não- disse ofegante.

Mais uma vez, os nosso lábios se encontraram. Será que um dia me vou fartar destes beijos? Não claro que não. Porque cada beijo , tem um sentimento diferente, um sabor desigual ao anterior. Porque meramente cada beijo é simplesmente o beijo.

Para minha infelicidade o Jake tinha que se ir embora. Sim, porque em casa de vampiros nada escapa.Antes de eles chegaram, tinha que alterar um pouco este odor que pairava no quarto.

  • Jake...- murmurei a meio de beijos- É melhor ires embora.

  • Mas quando nos tornamos a ver. - questionou.

  • Todos os fins-de-semana. É quando a minha família vai caçar. Mas para ver se a costa está segura, manda o Seth vir aqui para confirmar.

  • És boa em arquictectar planos.

  • Quando se trata do assunto Jake, a minha cabeça funciona melhor que a do Frankstein.

Sorri.

Acompanhei-o, já cheia de saudades, até á janela. Dei-lhe um último beijo e em poucos segundos vi um enorme lobo avermelhado a cair de forma violenta no solo. Uma lágrima de saudade cresceu no canto dos meus olhos.

  • Pára Renesmee. Agora tens que te concentrar para bloqueares os teus pensamentos e começares a pôr o teu plano em prática.

    Esta noite serviu, para a Renesmee familiar e carinhosa se transformar numa Renesmee um quanto diferente. Dei duas opções á minha família, uma delas era ter de volta a Renesmee que eles educaram e criaram, se eu pudesse ter o meu Jake. Mas para meu desgosto e decepção eles escolheram a Renesmee que nunca desiste de nada, e que luta contra a família se for esse o caso, para ficar com amor da sua vida.

     

estou : ansiosa
ouvi: Within temptation- All I need
escrito: Drica às 14:27
link do post | diz lá...o que pensas | o que disseram.... (18) | favorito

.quem sou?

.pesquisa...

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.já escrevi

. Informações

. Capítulo Trinta e Oito

. Capítulo trinta e sete

. Capítulo trinta e seis

. Capítulo Trinta e Cinco

. Capítulo Trinta e Quatro

. Capítulo Trinta e Três

. Capítulo Trinta e Dois

. Primeiro Ano!

. Novo Visual

. Capítulo Trinta e Um

. Capítulo Trinta (parte 2)

. Capítulo Trinta (parte I)

. Capítulo Vinte e Nove

. Informações

.arquivos

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010