origem
Quinta-feira, 22 de Julho de 2010

Capítulo Quatro

Olá!

Novo capítulo... como disse uma vez por semana estaria aqui com um novo capítulo...

Espero que gostem!!

 

 

 Passei a tarde e a noite inteira a contar os pormenores da minha saída com o Jake à minha mãe, à Alice, Rosalie e Esme.Elas estavam encantadas com a forma que ele me tratava. Nunca imaginei ver a tia Rosalie a suspirar daquela forma, sempre que ela podia tratava o Jacob mal. A meio da conversa eu larguei um bocejo, todos me fitaram.

  • Nessie é melhor irmos para casa, já é tarde – resfolegou- e tiveste um dia cheio de emoções.

Fiquei a olhar para a minha mãe pasmada. Não percebi a parte das emoções. O que será que ela queria dizer com isso? Não importa, eu quero é chegar a casa e falar com ela sobre o que aconteceu hoje comigo. Espero bem que tenha uma explicação para estes acontecimentos, porque é um pouco constrangedor estar ao pé do Jacob e estar sempre com calor ou aos pulinhos causados pelos arrepios.

Despedimo-nos da minha família e lançamo-nos para a floresta escura. Era tão bom sentir aquele vento a embater na nossa cara. Eu adorava ter partes vampiras, poder correr a uma velocidade assombrosa, ter força para matar um leão da serra sozinha, além de não sair com bom aspecto daquela luta, ter o olfacto apurado, já nem falo da audição e da visão.

Em pouco tempo chegamos a casa. Meu pai abriu a porta mandou-nos entrar primeiro , como um verdadeiro cavalheiro que era. Edward sorriu ao meu pensamento. “Pai não fiques convencido.” Em resposta ele assentiu com a cabeça, e começamo-nos a rir os dois. Minha mãe olhava para nós com uma cara de confusão.

  • Alguém me pode explicar o que se passou aqui?- perguntou ela furiosa. Bella detestava quando eu e o meu pai faziamos isto à frente dela.

  • Mãe nunca notaste que o pai é pouco convencido?- perguntei de forma irónica. Ela olhou para mim, ainda mais confusa.

  • Agora que perguntas, acho que sim- respondeu ela , dando-me um abraço a rir-se da cara que o meu pai fez.

  • As senhoritas têm muita piada- disse ele, correndo para o nosso lado, abraçando a minha mãe pela cintura e encostando-a à parede da sala. Os meus pais eram o casal mais apaixonado que já tinha visto, sei contar com os meus tios e os meus avós. Eles amavam-se tanto, que não era preciso um beijo para demonstrar esse amor, bastava um simples toque , um olhar ou até mesmo um respirar. Eles eram perfeitos, os dois lindos,os dois carinhosos e os dois cheios de amor para dar. Eu amo verdadeiramente os meus pais. Quando voltei a olhar para eles, percebi que estava a mais. Eles estavam tão enrolados que nem se lembraram que eu estava na sala.

  • Mãe. Pai, eu vou indo para o quarto- disse meia envergonhada por interromper um momento tão romântico. Só gostava de um dia encontrar alguém que me amasse como o meu pai ama a minha mãe.

Dirigi-me para o meu quarto. Sentei-me no "puf" que estava à frente da janela, virada para o jardim. Comecei a lembrar-me do que se passou hoje. Foi um dia em cheio, lágrimas, carinhos, sorrisos, abraços, discussões. Hoje pude passar por tudo. A lua brilhava tanto, que me fez lembrar o Jacob. Era estranho, sempre que pensava ou falava em Jake um vazio preenchia o meu coração. O que se passa contigo Renesmee? O amor de amizade que sentia pelo Jacob, agora era algo mais forte, é como se eu fosse a lua e o Jacob o sol. Precisava de falar com a minha mãe.

Passado pouco tempo, ouvi a bater á porta.

  • Renesmee, posso?-era a minha mãe. Só mesmo ela, ao fim de sete anos para ainda me chamar de Renesmee.Sorri com esse pensamento.

  • Sim, mãe entra- olhei para a porta, ela vinha sozinha. O meu pai deve ter ouvido os meus pensamentos e nem se preocupou em vir. Encarei os olhos da minha mãe, estavam cheios de curiosidade. Ela sentou-se na cama e fez-me sinal para que me senta-se ao seu lado. Fiz o que ela mandou. Deitei-me e coloquei a minha cabeça nas suas pernas. Como sempre ela aproveitou para me dar carícias, passando a sua mão pelos meus cabelos encaracolados.

  • Ouvi dizer que alguém queria falar para mim- disse ela disfarçando um sorriso.

  • Sim mãe, sou eu. - disse ao mesmo tempo que escondia a minha cara com os meus cabelos.

  • Querida, não precisas ter vergonha ou medo. Eu sou tua mãe e se precisares desabafar eu estou aqui. - falar com a minha mãe era muito fácil. Para ela qualquer problema tinha resolução.E também pela parte compreensiva que a preenche.

  • Sabes mãe...- resfoleguei- eu não contei tudo o que se passou hoje. É que...- levantei-me e encarei os seus olhos- hoje senti umas coisas estranhas, sempre que … o Jake me tocava.

  • Mostra-me Renesmee. - ao dizer isto, pus a minha mão na face dela, e mostrei-lhe o que se passou de manhã na cozinha, a minha reacção no carro,depois mais à tarde aquele sentimento de irritação quando a servente olhou para o Jacob. Ela suspirou e sorriu. Mas que piada tinha isto? Porque é que ela não diz nada? Passado ao algum tempo, ela tocou-me e levantou-me a cara para que eu olha-se para ela.

  • Filha , pelo que eu percebi tu estás apaixonada pelo Jacob.- disse ela juntamente com um sorriso. Como assim eu estou apaixonada pelo Jacob?Não podia ser , Jacob era o meu melhor amigo.

  • Mas mãe, o Jake é o meu melhor amigo. Como assim estou apaixonada por ele? Como podes ter tanta a certeza? - Bella tocou-me para que eu parasse de fazer perguntas. Amarrou a minha mão e colocou-ma em cima do meu coração. Não estou a perceber.

  • Mãe, sinceramente não estou a perceber onde isto nos vai levar.- olhei para ela, em resposta deu-me um sorriso adorável.

  • Agora... vais perceber. Sabes o Jacob é um rapaz muito bonito e engraçado.-quando a minha mãe mencionou o nome Jacob, meu coração acelerou rapidamente. Ela sorriu. - Percebes agora, o que te disse.Sempre que se fala do Jacob o teu batimento cardíaco aumenta. Querida não tens como esconder isso, estás completamente apaixonada pelo Jacob. - não queria acreditar. Aquilo era um sonho. Mas a minha mãe tinha razão, eu não consigo tirar Jacob da minha cabeça, penso nele a toda a hora, sinto saudades dele. Sinto um vazio enorme quando ele está distante mas esse vazio desaparece quando vejo aquele sorriso encantador. E o sentimento de amizade não existe mais dentro de mim, agora existe um sentimento mais forte,poderoso até. Um sentimento que me permite ver Jacob, como meu.

  • Renesmee, pensa bem nisso. Quer dizer, já não resta dúvidas , pelo que eu percebi. Querida vai dormir. - ao falar isto a minha mãe pegou nos cobertores e puxou-os para trás, para que me pudesse deitar. Fui trocar de roupa rapidamente , vesti o meu pijama preferido, fui lavar os dentes e por fim deitei-me na cama.

  • Bom sonhos meu amor- disse isto ao mesmo tempo que deu um beijo na testa. Enquanto este momento de carícias o meu pai, estava junto à porta a olhar para mim, com uma expressão incompreensível.

  • Boa- noite Nessie- disse o meu pai por fim.

  • Boa-noite aos dois.

Minha mãe deu-me um último beijo e saiu. Que confusão. Eu apaixonada pelo meu melhor amigo. Será que ele nutre os mesmo sentimentos? Não provavelmente não. Eu não sou a rapariga perfeita para ele. Sou a inimiga mortal dele. Eu semi-vampira e ele um lobisomem. Nunca seria possível ficarmos juntos, porque ele não nutre o mesmo sentimento que eu e somos inimigos mortais. Ainda passei algum tempo a matutar no assunto, mas não aguentei muito mais acordada, passado pouco tempo cai no sono.

 

Pijama da Nessie
estou : super bem e feliz...
ouvi: Florence and The Mechine- Heavy in your arms
escrito: Drica às 15:38
link do post | diz lá...o que pensas | favorito
8 comentários:
De jessica a 4 de Agosto de 2010 às 17:45
ola fofinha
este capitulo ta muito fixe como todos os outros
cada vez gosto mais desta fic
bjs fofos


De sofiα6B a 26 de Julho de 2010 às 13:45
Olá meu amor já postei :)
Beijinhos


De Monica Costa a 26 de Julho de 2010 às 11:52
gostei imenso deste capitulo,e estou ansiosa pelo proximo.
Adoro-te, saudades.


De Mariana a 24 de Julho de 2010 às 13:58
2ºEtapa já postada.
www.summer_fun.blogs.sapo.pt
Beijinhos


De Mariana a 24 de Julho de 2010 às 10:10
Resultados da etapa já postados.
Visita:http://summer_fun.blogs.sapo.pt
Bijinhos


De Bárbara a 23 de Julho de 2010 às 04:34
Mais um grande capitulo :)
Gosto mesmo desta história e escreves muito bem!^^
A Nessie lá vai desobrindo os seus sentimento.. :P
Agora eu estou é mais curiosa :b
Beijinho**


De sofiα6B a 22 de Julho de 2010 às 22:27
Ai que fofo :) Drica driquinha da minha vidah!!

Desculpa não ter postado ainda mas é que sempre tenho coisas para fazer fogo! Nem em férias tenho tempo rsrsrs Eu vou postar Eu tenho de postar!!

Beijinhos Avisa quando postares outra vez sim?


De Lua Vermelha FIC a 22 de Julho de 2010 às 17:41
Adorei, está lindo. Fiquei super feliz por me teres avisado que tinhas postado...gostava era que postasses mais regularmente!
Beijinhos Querida :)


Comentar post

.quem sou?

.pesquisa...

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.já escrevi

. Informações

. Capítulo Trinta e Oito

. Capítulo trinta e sete

. Capítulo trinta e seis

. Capítulo Trinta e Cinco

. Capítulo Trinta e Quatro

. Capítulo Trinta e Três

. Capítulo Trinta e Dois

. Primeiro Ano!

. Novo Visual

. Capítulo Trinta e Um

. Capítulo Trinta (parte 2)

. Capítulo Trinta (parte I)

. Capítulo Vinte e Nove

. Informações

.arquivos

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

.Links

.Visitas

contador de visitas

.Online

online