origem
Domingo, 4 de Setembro de 2011

Capítulo Trinta e Três

 

 

         Chegamos á escola e logo fomos ter com os nossos amigos de turma. Jacob foi juntar-se ao grupo dos rapazes,enquanto eu me inseri no das raparigas. Falávamos sobre as mais variadascoisas, quando um olhar de surpresa da Hillary me fez virar sobre o meu corpo.Atrás de mim estava Darwin, com um sorriso aberto.

       - Olá! Renesmee Cullen , certo? – Questionou.

       - Sim, e tu Darwin Franris, certo?- respondi com uma pergunta.

       - Parece que sim. Já ouvi falar muito bem de ti. – Comentou, enquanto se aproximava para me cumprimentar com um beijo nas maças do meu rosto.

       - Que coisa bonita! – ouvi uma voz conhecida. – Que amigos de longa data.

       - Jake, não faças cenas de ciúmes,apenas estava a cumprimentar um colega de turma. Que mal tem isso? – perguntei chateada.

       - Concordo com a Renesmee, Jacob? –proclamou Darwin.

       - AH vez já concorda contigo, Nessie. – ironizou – Sim, Jacob Black ,  namoradode Renesmee Cullen. – disse enfatizando a palavra namorado.

       - Desculpem eu não sabia que…- tentou Darwin.

       -Não faz mal, não tinhas que saber. O meu namorado é que se devia controlar melhor, acho que não seria necessário esta cena.- disse mais para Jacob do que para o Darwin.

       Jacob olhava para Darwin com os olhos rodeados de raiva. Não entendia qual era a aversão que ele tinha por Darwin.Ele é um rapaz simpático e alegre. Parece um humano normal e não algo a que estamos habituados. Começo a irritar-me seriamente com estes ciúmes, que não tem necessidade nenhuma de aparecer naquela cabeça orgulhosa e casmurra dele.

       - Jacob – chamei – Por favor, não me faças passar por isto outra vez. Já te expliquei que eu posso ter os meus amigos, como tu podes ter as tuas amigas. - disse, enquanto ele tinha os olhos postos no chão . -  Jacob Black olha para mim! – resmunguei.

       - Desculpa, não sei o que aconteceu – sussurrou -  Só conseguia pensar no facto de que ele estava a tocar na minha menina. Na minha mulher.

       - Jacob, por favor. Eu sou tua e de mais ninguém, sabes muito bem disso. Eu amo-te mais que tudo na minha vida.

       - Eu sei. – respondeu prontamente.

       - Mas não parece. – disse virando as costas.

       Caminhei rapidamente para dentro da sala de aula. Pela primeira vez fiquei um pouco aliviada por não ter aula agora com Jake. Precisava ficar um pouco sozinha, precisava de entender aqueles ciúmes obsessivos pelo Darwin. Jacob está inseguro, pela primeira vez na nossa relação. Já tivemos pequenas desavenças, devido aos ciúmes, mas nunca devido à insegurança por parte dele. Eu amo-o verdadeiramente, e ele sabe muito bem disso, não entendo o porquê desta insegurança.

      

       Ao sair da sala senti uma mão a puxar-me. Vi uns olhos escondidos pela dor e pelo arrependimento. Era Jake.

       - Será que podemos conversar? – começou.

       - Se for para falar do que aconteceu hoje lá fora, não vale a pena. – respondi- Eu não tenho mais nada a dizer sobre esse assunto. Sabes muito bem o que penso, e se começas a não acreditar na minha pessoa, Jacob Black estamos muito mal. Mal não, péssimos. – disse segura das minhas próprias palavras.

       -Mas Nessie eu confio em ti – sussurrou– Não confio é nele. Será que consegues entender o meu lado? – ironizou.

       -Mas que lado? Eu não tenho que entender nada, Jake. – disse nervosa. – Eu só entendo que estás a estragar tudo com esses teus ciúmes. Nunca te dei razões para tal. – continuei – E o que hoje de manhã viste, não te dá razões algumas para ficares naquele estado. Sinceramente não entendo.

       Jacob olhou para mim de uma forma que nunca havia visto. Posso dizer que me assustei. Magoou-me um pouco aquele olhar que me havia dado. Não queria discutir com ele por uma coisa que não faz sentido nenhum, que não tem ponta por onde pegar.

       -É isso que pensas? – perguntou magoado- Que eu é que estou a estragar tudo? Será que nunca reparas-te nos olhares que ele te manda.Será que não entendes que estes ciúmes que tenho , são o enorme medo de te perder. Não entendes que eu te amo e que só quero o teu bem. – falou, meio nervoso – Será que podes ,por favor, desta vez fazeres o que te peço. Nessie, eu tenho a certeza que aquele rapaz não é coisa boa. –
sussurrou – Por favor, pequena …

       Fiquei confusa com o que tinha acabado de ouvir. Medo de me perder? Mas será que ele não entende que com estes ciúmes nos está a fazer discutir, e por consequente nos afastará. Será que ele não entende que o orgulho dele o está a ultrapassar? A culpa de estarmos assim é dele.

      - Jacob, nunca escolhi os teus amigos – comecei- Então por favor não escolhas os meus.  – falei de uma forma fria.

      Virei costas e comecei a caminhar de uma forma bastante rápida pelo corredor. Senti uma lágrima a percorrer a minha face, sabia que tinha que ligar ao meu pai para me vir buscar, visto que de manhã tinha vindo com ele.

      - Pai… - sussurrei com a voz embargada pelo choro – Será que me podes vir buscar á escola?

      - Sim, claro filha. Mas e o Jacob? - questionou.

      - Eu e o Jacob discutimos – disse deixando mais lágrimas cair.

      - Estou aí em cinco minutos. - disse Edward.

      Não entendo como podemos discutir por uma coisa tão mínima e insignificante. Talvez fique um pouco arrependida pelo que disse, foram palavras frias e duras, mas acho que será a única forma de o fazer perceber, que com estes ciúmes não resultará, por muito que me custe pensar nisso. Dói saber que hoje vou dormir sem ter uma chamada de Jake a desejar-me “Boa-noite!”. Odeio ficar assim desta forma com ele, como se algo dentro de mim se despedaçasse um pouquinho, a cada discussão que temos. Mas tudo se volta a reconstruir quando vivemos aqueles momentos calorosos e de
amor, que cada um oferece.

      Amanhã vou tentar resolver esta situação, porque afinal eu não consigo viver sem ele.

 

 

 

 

 

Espero que tenham gostado :)

Por favor comentei,  a sério começo a pensar que estou a escrever para ninguém.

 

escrito: Drica às 00:22
link do post | diz lá...o que pensas | favorito
3 comentários:
De Ana a 6 de Setembro de 2011 às 20:25
Eles vao ficar chateados? vai acontecer mais alguma coisa? Drica, posta, posta, posta! xD
E por falar em postar, eu tbm postei x)

Bj grande


De Marta a 4 de Setembro de 2011 às 23:47
oh :'( tadinhos ! eles tem de ficar bem !


De twilightforever-fic a 4 de Setembro de 2011 às 12:21
Gostei muito do capitulo!

Bjs


Comentar post

.quem sou?

.pesquisa...

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.já escrevi

. Informações

. Capítulo Trinta e Oito

. Capítulo trinta e sete

. Capítulo trinta e seis

. Capítulo Trinta e Cinco

. Capítulo Trinta e Quatro

. Capítulo Trinta e Três

. Capítulo Trinta e Dois

. Primeiro Ano!

. Novo Visual

. Capítulo Trinta e Um

. Capítulo Trinta (parte 2)

. Capítulo Trinta (parte I)

. Capítulo Vinte e Nove

. Informações

.arquivos

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

.Links

.Visitas

contador de visitas

.Online

online