origem
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011

Capítulo Vinte e Oito (parte III)

Olá...

Este capítulo tem muitas cenas românticas e um pouquinho quente...

Nada demais... :)

Dedico este capítulo á minha querida Monique (mana) e à J.

Espero que gostem !!!

  

 

 

 

 

 

 

Debaixo do céu escuro daquela noite, admirava a surpresa feita pelo Jake.O meu corpo ainda tremia com a incerteza de que era realidade, ou mais um maravilhoso sonho que tinha com ele.

Avancei devagar para o primeiro degrau da “casinha”, ele cavalheiro que é ajudou-me colocando a sua mão em volta da minha cintura.Debaixo daquele tecto haviam luzes que iluminavam aquele espaço deixando-o de certa forma, romântico. As velas sobre a mesa, indicavam o amor que nutríamos um pelo outro. As rosas vermelhas, demonstravam o desejo e sensualidade que ambos deixávamos fluir dos nossos corpos.

Pensamentos que invadiam o meu inocente cérebro e que logo voaram como uma pena ao sabor do vento, quando senti os lábios quentes de Jake na minha clavicula.Suspirei com satisfação.

  • Estás muito linda...- disse-me depositando outro beijo no vale do meu pescoço.

  • Obrigada. Mas isso não tem valor nenhum quando estou ao teu lado – respondi virando-me nos seus braços.

  • Não sejas exagerada – gargalhou.

Estiquei-me só um pouco para que pudesse sentir os seus lábios nos meus.Uma chama subiu pelo meu corpo, quando aqueles lábios quentes pousaram sobre os meus.Eles moldavam-se perfeitamente, como se tivessem sido feitos ao pormenor. As suas mãos percorriam ao de leve o perímetro do meu corpo, enquanto eu puxava o seu cabelo para o encostar mais a mim- como se fosse possível.Ao fim de algum tempo, para minha insatisfação Jake separou-se de mim, colocando apenas uma das suas mãos na minha cintura.

  • Tem calma, ainda temos um jantar e … - disse parando, como se escondesse alguma coisa.

  • E? - questionei.

  • Nada esquece. - bufei. Odeio quando me fazem isto.

  • Vamos jantar – disse-me segurando a ponta da minha mão, levando-me para junto da pequena mesa.

Quando me ia a sentar, Jake impediu-me. Agilmente puxou a cadeira para trás e ajudou-me a sentar. Parecia que estava num filme do século XIX.

  • Muito cavalheiro que o menino está. - ironizei.

  • Tens o que mereces. - respondeu rapidamente.

  • E é só isto que mereço?- falei aparentando estar indignada.

  • Pensando bem... - sussurrou – Acho que mereces mais alguma coisa. Mas não agora...

Suspirei pesadamente enquanto Jake gargalhava da minha cara. “Como se eu fosse a palhaça do circo”.

O resto do jantar foi passado entre carícias e juras de amor. Falámos de tudo o que nos rodeava e não só. Dialogamos de forma passageira sobre um casamento e filhos do futuro.

No final, Jake levantou-me e dirigiu-me para uma espécie de pista de dança.Fitava-o de cima a baixo enquanto ele colocava a musica que iríamos dançar.Logo o som saiu das colunas deixando-se levar pela leve brisa que passava. Olhei-o e aproximei-me dele, juntando os nossos corpos.

Os passos de dança que dávamos era feitos com leveza e suavidade. Jake fazia-me rodopiar como uma bailarina, puxando-me de novo para junto do seu corpo.Entre provocações vindas dos dois lados, existia espaço para as carícias e leves beijos que dávamos.Tudo estava perfeito.Tudo fazia sentido para mim naquele momento.

  • Jake! - chamei, olhando-o nos olhos.

  • Diz, princesa.

  • Não sabes se a minha família anda a esconder alguma coisa. - falei- Eles andam estranhos, nunca estão em casa...

  • Não sei de nada. - disse nervoso – Mas vamos esquecer isso.

Assenti e voltei a pousar a minha cabeça no peito dele, enquanto dançávamos juntos ao som da nossa música.

***

 

Algum tempo depois, de termos saído de La Push havíamos seguido para a casa do meu avô. Questionei-me sobre isso. Pois eu pensava que Jake nos levaria para um hotel ou algo do género.

  • Bem...chegámos – avisou.

  • Jake não está ninguém em casa. - disse admirada.

A grande casa transparecia calma por entre as sua enormes janelas. As luzes estavam todas apagadas. O silêncio pairava naquele lugar, que deveria estar com música num volume elevado,em que as luzes de discoteca deveriam estar a brilhar e onde gente saia e entrava alegremente.Uma lágrima percorreu o canto do meu olho.Jake juntou-se a mim, e transportou-me para a frente da porta de entrada.

  • Jake eles esqueceram-se de mim – sussurrei, tentando não transparecer a tristeza que havia no meu interior.

  • Nessie – disse ,levantando o meu queixo anteriormente baixado – A tua família nunca se esqueceria de ti, porque eles... - disse enquanto abria a porta – Amam-te.

Quando Jake abriu a porta um feixe de luz caiu sobre mim. Várias pessoas saiam de todos os lugares, enquanto me cantavam os parabéns. Fiquei estática na entrada da porta, um sorriso enorme brotou por entre os meus lábios. As lágrimas de tristeza anteriormente derramadas, eram agora lágrimas repletas de alegria e emoção.Jake sorria e dava-me leves beijos nas maçãs do rosto, desejando-me parabéns vezes sem conta.Voltei a ter reacção, ao sentir um abraço frio e ternurento, vindo da minha mãe.Os braços dela envolveram-me completamente, e ali sentia-me bem, segura e protegida.Logo de seguida, toda a família veio cumprimentar-me, entre beijos e abraços e algumas piadas- maior partes delas vindas do Paul e Emmett. O último a cumprimentar-me, foi o meu pai, que me deu um enorme abraço e um beijo estalado nas maças do rosto.

  • Nessie nunca duvides, que eu e a tua família de amamos, entendeste?- alertou o meu pai.

  • Sim pai, desculpa. - disse dando-lhe um beijo na testa.

  • Agora vai aproveitar, porque afinal a festa é tua.

Durante a festa dancei com muitos rapazes, fazendo Jake dar aqueles olhares que assusta até a morte.Muitas das vezes era chamada, para cumprimentar as pessoas pela décima vez.Estavam ali todas as pessoas que davam sentido á minha vida.Tudo estava a correr maravilhosamente bem.

Quando os convidados começaram a ir-se embora, senti alguém puxar-me para a cozinha da casa.

  • Jake o que estás a fazer?- questionei.

  • Vou-te...dar agora o meu presente final.

  • O que é?

  • Anda comigo que saberás.- disse, segurando-me pela cintura.

Os nossos lábios mais uma vez, voltaram-se a encontrar.Eles moviam-se ao mesmo tempo que as nossas mãos, que tocavam levemente o corpo de cada um.Senti Jake a elevar-me e a sentar-me na ilha da cozinha.Estávamos a ficar ofegantes, mas mesmo assim não nos largávamos.

As pontas dos seus dedos percorriam os traços das minhas pernas, fazendo-me arrepiar.As minhas mãos exploravam os cabelos de Jake, puxando-os de vez em quando.

  • Nessie, vamos com calma. - disse.

  • Mas … - sussurrei.

  • Se me seguires terás o que queres...- disse-me com malícia nas palavras.

Sorri e mais nada disse. Apenas corri para a sala, deixando a minha família sem entender nada ,quando puxei Jake para fora da porta. Ele segurou a minha mão e começou a correr ao meu lado , por entre as árvores que pertenciam ao mundo da floresta. Agora quem corria á minha frente era Jake, eu apenas seguia-o. Conhecia aquele caminho.Sorri ao tentar descobrir o que ele havia preparado para este momento.

Quando lá cheguei os meus olhos reluziram com o que viram.Junto à nossa árvore havia uma espécie de colcha, envolvida em lençóis vermelhos. À sua volta reluziam ,à luz da lua, as pétalas de rosa branca , que por lá estavam estendidas.

  • Gostas-te? - perguntou.

  • Se gostei? - questionei – Jake, não me poderias dar presente melhor que uma noite repleta de amor.

Ele não disse nada. Apenas se aproximou de mim, e envolveu-me num dos nossos beijos.Os nossos lábios dançavam, numa coreografia inventada no momento. Senti as suas mãos a deslizarem nas minhas costas, deixando-me completamente arrepiada.A sua camisa, era agora desabotoada com alguma pressa pelos meus desajeitados dedos. Os beijos deles, espalhavam-se pelo todo perímetro do corpo, enquanto tentava desamarrar o meu vestido, que logo caiu sobre o chão.

Algum tempo depois, os nossos corpos moviam-se numa dança de amor. Jake sussurrava palavras amorosas no meu ouvido, enquanto pequenos gemidos eram largados pela minha garganta.Eu amarrava os seus cabelos, puxando-o para mais um beijo.As gotas de suor que o nosso corpo emanava juntava-se formando apenas uma gota.

O nosso amor estava ali demonstrado, na forma como sentimos as carícias, os sussurros, os beijos. Ambos gemíamos, em consequência ao prazer que acabáramos de atingir.

Pouco tempo depois, Jake desconectou-se de mim, caindo sobre a colcha.Levantei-me e encostei a minha cabeça no seu peito.

  • Foi a melhor noite da minha vida.- disse.

  • Nem duvides disso. - disse Jake cansado.

  • Jake – chamei- Nunca te esqueças que te amo.

  • Eu também Nessie. Amo-te como nunca amei ninguém. - beijou-me. - Agora dorme.

Após ele ter dito isto, os meus olhos fecharam-se levando-me para o meu mundo de fantasia.

  

  

Eu não gostei muito deste capítulo...mas são os vossos juízos de valor que contam :)

 

 

 

escrito: Drica às 15:37
link do post | diz lá...o que pensas | favorito
20 comentários:
De a 20 de Fevereiro de 2011 às 20:26
Abri um blog pessoal, se puderes dá lá um saltinho
Bjs


De Ana a 19 de Fevereiro de 2011 às 01:10
Olá!!
Nunca mais dei notícias, e tbm nunca mais tive notícias tuas.. :c
Mas, já voltei a postar, e agora é a tua vez! :)
Fico à espera, Drica!

Bjs grandes,
Ana ;)


De Cate J. a 19 de Fevereiro de 2011 às 00:06
warmness on the soul - capitulo 2

quando postas mais?


De Cate J. a 8 de Fevereiro de 2011 às 20:34
Warmness on the soul - capitulo 1


De a 5 de Fevereiro de 2011 às 20:35
Postei


De Cate J. a 30 de Janeiro de 2011 às 17:32
Já li o capítulo à algum tempo mas só agora venho comentar : s
Não tenho tido tempo mesmo nenhum
Adorei, escreves tudo tão bem *-*
Amei, posta rápido


P.S - Warmness on the soul - Prólogo


De Isabela a 28 de Janeiro de 2011 às 11:31
Capítulo 25 postado na ABD - FIC :)
Desejos de uma boa leitura,
Catheline.


De Ana a 27 de Janeiro de 2011 às 19:51
uiiiiiiiiiiiiiiii Drica, isto tá tãooooooo romanticoooooooo! :D :D
opah, quem não quer um namorado assim, han? lindo.. querido.. perfeito! :p
eu adoreiiiii!!!!!! quero mais capítulos "quentes" pleaseee! :p

adoro-te fofinha
bjs*


De Marta a 26 de Janeiro de 2011 às 16:41
Ohhhh +.+ ai princesaaa, amei!
Está tão fofinho, mesmo, esotu aqui com as lágrimas nos olhos! Está perfeito, amei completamente nem tens noção, apetece-me ser a nessie! loooool está lindo querida, nao duvides :P

Kiss (L)
Love youu


De Drica a 26 de Janeiro de 2011 às 18:07
Obrigada meu anjoooo....
Ainda bem que gostaste :)

beijinhos fofos...


De Isabela a 26 de Janeiro de 2011 às 11:19
Olá querida. Este capítulo está bombástico, lindo, perfeito, maravilhoso. Superou muito as minhas expectativas, acredita.
Eu agora só aviso as pessoas que comentam, ou seja, sempre que postar um novo capítulo, à sexta, vou ao capítulo anterior e aviso quem comentou. E assim sucessivamente, entendes?
Obrigada querida, pelo teu comentário na fic ABD.
Beijinhos, quero mais *.*


De Drica a 26 de Janeiro de 2011 às 18:06
Obrigada querida :)
Ah entendi...
De nada, tu mereces muitos e bonitos comentários querida :)

beijos


Comentar post

.quem sou?

.pesquisa...

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.já escrevi

. Informações

. Capítulo Trinta e Oito

. Capítulo trinta e sete

. Capítulo trinta e seis

. Capítulo Trinta e Cinco

. Capítulo Trinta e Quatro

. Capítulo Trinta e Três

. Capítulo Trinta e Dois

. Primeiro Ano!

. Novo Visual

. Capítulo Trinta e Um

. Capítulo Trinta (parte 2)

. Capítulo Trinta (parte I)

. Capítulo Vinte e Nove

. Informações

.arquivos

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

.Links

.Visitas

contador de visitas

.Online

online